Como investir na bolsa de valores?

Como investir na bolsa de valores?

Você quer saber como investir na bolsa de valores? Então você está no lugar certo.

Hoje você aprender o que é a bolsa de valores, como ela funciona, e como investir na bolsa de valores.

Muitos iniciantes escutam falar da bolsa de valores e ficam maravilhados com as possibilidades de ganhar dinheiro, e com as promessas de ficar milionário do dia pra noite.

Infelizmente, isso acaba induzindo muitos iniciantes a um erro crucial: especular em vez prender a investir de forma consciente. E esse erro pode ser fatal, pois no mercado financeiro, geralmente você não tem muitas chances.

Se você comete um erro muito grande, que te tire do jogo, isso pode ser o suficiente para você nunca mais investir na vida.

O que é a bolsa de valores?

Que tal uma analogia simples? Pense na bolsa de valores como uma grande pizzaria.

Sim, isso mesmo, pizzaria. Você deve estar pensando que esse é um outro artigo, mas não é.

Veja bem....Dentro de uma pizzaria, você tem várias pizzas de vários sabores. Trazendo isso para o mercado financeiro, a bolsa de valores é um ambiente onde temos vários setores, e várias ações de empresas listadas.

E já que estamos usando a analogia da pizza, pense que cada pizza é uma empresa, e cada pedaço de pizza é uma ação (uma parte) da empresa.

Ou seja, quando você investe na bolsa de valores, você compra ações (pedaços de pizza) que são parte da Empresa. Essa empresa está inserida num setor (sabor da pizza). E isso faz parte da Bolsa de valores (pizzaria).

Ficou mais claro?

Então, basicamente, a bolsa de valores é um lugar onde as pessoas trocam voluntariamente seus pedaços de pizzas entre si por preços definidos pelo mercado.

Ou seja, na bolsa de valores as ações são negociadas de acordo com a demanda e oferta por elas, definidas por compradores e vendedores.

Bolsa de valores

Por que empresas vão para a bolsa de valores?

Afinal, se uma empresa é bem sucedida, por que ir para a bolsa de valores?

Bem, essa é uma questão que exige reflexão. Geralmente abrir capital na bolsa é uma estratégia para captar recursos para expansão, ou investimento em operações.

Dessa forma a empresa emite parte de suas ações no mercado para captar esses recursos. Isso se chama um IPO (Initial Public Offering). Em português o termo se traduz em Oferta Pública Inicial.

Quando a empresa faz essa oferta inicial de ações, esse dinheiro das ações compradas pelo público vai direto para a empresa. E isso é chamado de mercado primário.

Porém, o que vemos no dia a dia (compras e vendas de ações entre investidores) é chamado de mercado secundário. Esse dinheiro não vai para a empresa.

Por que investir na bolsa de valores?

Se você está caindo de paraquedas nos investimentos, então de duas uma:

1) Ou você está se perguntando por que deveria se interessar pelo mercado

2) Ou você já ouviu falar do mercado e quer investir pois acha que ficará rico rápido

Em ambos os casos, deixe-me falar uma coisa: o mercado pode ser transformador....mas no longo prazo.

As promessas de ganho rápido seduzem muitos iniciantes, e geralmente eles são extintos tão rápido quanto chegaram.

Você precisa entender que a bolsa de valores é um mecanismo para transferir riqueza dos impacientes para os pacientes, como já disse o grande Warren Buffett.

O motivo para se investir na bolsa é simples: proteger patrimônio e lucrar com o passar do tempo.

Até porque, nada sobe em linha reta. E diversas foram as vezes em que os preços dos ativos listados na bolsa caíram (os famosos crashes). Isso as vezes tem relação com crises financeiras, ou simplesmente variáveis relacionadas ao ativo.

Por que investir na bolsa

Como investir na bolsa de valores?

Você pode investir em ações do mundo todo, desde que você tenha conta em alguma corretora.

Primeiramente, você precisa abrir uma conta em alguma corretora que você goste e que tenha boa reputação.

Aqui no Brasil existem diversas corretoras boas. Aqui no Brasil, você tem acesso a todas as empresas listadas na nossa bolsa, o Ibovespa.

Porém você pode investir indiretamente em empresas estrangeiras por meio de BRDs.

BDRs

Os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) são recibos de ações que uma instituição (ex: banco) te confere. Uma limitação dos BDRs é que eles não tem a mesma liquidez que as ações das empresas de fora tem.

Por exemplo, um BDR de Disney não tem a mesma liquidez que as ações da Disney listadas na bolsa americana tem.

Outra limitação é que você está sujeito ao risco de conversibilidade: você está comprando em moeda brasileira, e não em dólares.

Além disso, você precisa saber se suas BDRs são patrocinadas ou não patrocinadas. E qual é a diferença entre os dois?

Bem, as BDRs patrocinadas são BDRs que a empresa emite em outro país. Já as BDRs não patrocinadas ocorrem quando a empresa em questão não viu vantagem em emitir ações em outro país.

Logo alguma instituição (ex: banco) que tem ações da empresa, emite recibos dessas ações ao público nesse mercado.

O problema é que muitas vezes a empresa nem sabe da existência desses BDRs.

Corretoras internacionais

Uma alternativa para não ter esse problema é investir diretamente nos mercados globais, via corretoras internacionais.

Aqui vai uma dica: ao olhar uma corretora americana, certifique-se de que ela possui as certificações FINRA e SIPC, que são certificados de aprovação por agências reguladoras e proteção para o investidor caso a corretora quebre.

Além disso, se você investe através de uma corretora americana, você tem acesso a mais de 6 mil ativos no mercado.

Convexidade

Além disso, para você obter sucesso na bolsa de valores, é importante que você esteja convexo e antifrágil.

Ou seja, estar em situações onde você tem muito a ganhar e pouco a perder. Essa é uma das formas que você pode encontrar para mudar de patamar de tempos em tempos e atravessar crises.

Como investir na bolsa de valores

Conclusão

Para investir na bolsa, você precisa ter seus objetivos alinhados. Entender que investir envolve pensamento de longo prazo. O objetivo principal deve ser a proteção e preservação de capital.

Quando você investe na bolsa, você está adquirindo pedaços de uma empresa, e para isso, você precisa entender o negócio.

Para investir, escolha a corretora que tem as taxas mais atrativas, e caso invista no exterior, lembre-se das certificações que falamos.

Inclusive, se você opera Opções ou tem interesse em operar Opções, em breve você poderá rotear ordem pelo OpLab. Fique de olho nas novidades!

Opções são uma forma de você proteger seu patrimônio no caso de eventos improváveis.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *